Jovem Doutor

Os resultados da I Mostra Científica do Instituto Butantan 2021, sobre os desafios da Saúde Pública no século 21, foi extremamente positivo para os estudantes do Programa Santos Jovem Doutor. Os nove trabalhos enviados pelas turmas e seus respectivos professores orientadores foram aprovados, sendo que dois deles ocuparam o Primeiro e o Segundo lugares na categoria Ensino Fundamental – Anos Finais.

O Programa Santos Jovem Doutor, fruto de uma parceria entre as Secretarias de Saúde e Educação de Santos e a disciplina de Telemedicina da USP, tem entre seus objetivos a valorização da ciência. Deste modo, estudantes dos 7º, 8º e 9º anos da rede municipal de ensino que frequentam o Programa em seu contraturno compreendem o quão criteriosos são os métodos seguidos pela ciência e o papel que esta desempenha no avanço da sociedade.

Por esta razão, algumas turmas de Jovens Doutores decidiram enfrentar o desafio de participar da I Mostra Científica do Instituto Butantan – Desafios da Saúde Pública no século XXI: Aspectos Biotecnológicos e Socioambientais no Enfrentamento de Doenças. A mostra tinha como objetivo, estimular o conhecimento científico e o engajamento dos jovens em temas de interesse social. Foram inscritos 9 trabalhos de 6 turmas de Jovens Doutores. Todos os trabalhos foram aceitos e aprovados para a fase final de apresentações à comissão julgadora que ocorreu os dias entre 18 e 19 de outubro.

Os temas abordados nos projetos enviados à Mostra foram abrangentes. A turma da UME Ayrton Senna, orientada pela professora Dúnia Nunes, desenvolveu seu trabalho sobre a SAÚDE MENTAL NA PANDEMIA.

A turma de alunos dos sétimos anos da UME Edméa Ladevig enviou seu trabalho, orientado pela professora Juliana de Lira, abordando A HISTÓRIA E IMPORTÂNCIA DAS VACINAS e a turma de 8º, 9º anos e veteranos, enviou 3 trabalhos, sob a orientação do professor Marcelino Souza, destacando OS IMPACTOS DAS FAKE NEWS.

A UME Judoca Ricardo Sampaio, sob a orientação da professora Maria de Lourdes Medeiros, destacou O USO DA TELEMEDICINA EM TEMPOS PANDÊMICOS.

A turma da UME Lourdes Ortiz desenvolveu o trabalho sobre AS DIFERENTES PLATAFORMAS DE PRODUÇÃO DA VACINA, sob orientação da professora Daniele Carvalho. E, a turma da UME Mário de Alcântara, sob a orientação da professora Valquíria de Santana, enviou 2 trabalhos com os temas: DIGNIDADE MENSTRUAL E DESCARTE INDEVIDO DAS MÁSCARAS.

Ao todo, a Mostra contou com 117 trabalhos apresentados e quase 200 alunos de diferentes níveis de ensino.

🥇 Da pobreza à dignidade menstrual – Desmistificando a menstruação no ambiente escolar e a garantia dos direitos humanos Professor(a) orientador(a): Valquiria Santos de Santana

Profa. Valquíria Santos de Santana fala sobre como foi observar o processo de amadurecimento científico dos seus alunos desde o início à apresentação final.

A estudante Heloizy Diniz Alves fala sobre ganhar o primeiro lugar na Mostra científica:

🥈 A Gota Que Salva o Mundo Professor(a) orientador(a): Juliana de Lira Colantonio

A Profa. Juliana de Lira Colantonio conta que o projeto foi escrito durante o período de isolamento social, em uma fase delicada, durante a pandemia:

A estudante Vitória Santos Souza fala sobre com foi para ela os amigos ganhar o prêmio:

A estudante Luiza Melo Santos se orgulha da conquista:


A importância da telemedicina para a saúde pública no período pandêmico

Professor(a) orientador(a): Maria de Lourdes Medeiros Batista

Saúde mental na pandemia Professor(a) orientador(a): Dúnia dos Santos Nunes

Da máscara ao lixo: os problemas dos descartes indevidos e agentes epidemiológicos Professor(a) orientador(a): Valquiria Santos de Santana

JDCast: Vacinas Professor(a) orientador(a): Daniele Fernandes Pena Carvalho

Disseram que tudo estaria melhor sem esse tal de lockdown Professor(a) orientador(a): Marcelino José de Souza

O médico me disse “se eu tiver febre muito alta, isso mata o covid” Professor(a) orientador(a): Marcelino José de Souza

“Eu acho que as vacinas contra a Covid, deixaram o covid mais forte…” Professor(a) orientador(a): Marcelino José de Souza

O Prof. Dr. Chao Lung Wen, criador e idealizador do Programa Jovem Doutor Redes, parabenizou a todos os estudantes e professores envolvidos nesta ação. “Isto sim são os resultados da verdadeira educação que vai muito além do Ensino”, pontuou. “Todos os grupos foram significativos e relevantes, não importa a colocação… Meus sinceros reconhecimentos de professor para professoras e professores!”.

Texto: Profa. Ana Lúcia Caetano e Maíra Lie 

Share This